Blog da Online Traders

Quais as vantagens dos minicontratos?

Inscreva-se em nossa Newsletter

Deixe seu email e tenha acesso antes aos nossos conteúdos.

Quais as vantagens dos minicontratos?

vantagens dos minicontratos

Entenda quais as vantagens dos minicontratos e por que eles estão entre os ativos mais operados na bolsa de valores.

 

Se você já ouviu falar dos minicontratos, talvez esteja se perguntando quais as vantagens que eles trazem.

Os minicontratos foram criados para atender à demanda dos investidores de menor capital, para que eles possam operar em mercados que, antes, eram somente dos gigantes.

Entretanto, nos dias de hoje, até mesmo os grandes investidores operam com minicontratos, e nesse post você vai entender o porquê.

Mas, antes, vamos esclarecer uma coisa.

 

O que são, realmente, os minicontratos?

Minicontratos são contratos menores de mercado futuro negociados na bolsa de valores.

Em 2001, eles foram criados para atender à demanda de pequenos investidores, já que o capital destes é menor em relação à negociação de contratos inteiros.

Os minicontratos exigem uma garantia, um valor que deve ser depositado na conta da corretora, para que possam operar.

Os contratos cheios também possuem essa margem, mas como os minicontratos têm um valor menor, sua margem também é menor.

Os principais minicontratos disponíveis hoje na bolsa de valores são o do mini dólar (WDO) e do mini índice (WIN).

 

Quais são as vantagens de operar com minicontratos?

Alavancagem

Entre as principais vantagens dos minicontratos, podemos citar a alavancagem.

Ela é a possibilidade de movimentar grandes quantias dos ativos investidos tendo somente uma parte do capital necessário.

Dessa forma, o trader pode ter apenas uma parte do valor de cada contrato depositado como margem de garantia.

Por exemplo, suponhamos que a corretora A exija uma margem de R$20,00 para operar um contrato de mini índice.

Se o trader quiser operar com 10 contratos de mini índice, deverá ter R$200,00 na conta da corretora.

Essa possibilidade de operar contratos com valores superiores ao patrimônio é chamada de alavancagem. Sem essa alavancagem, o custo da operação seria muito maior.

Essa forma de operar oferece uma rentabilidade maior em relação ao mercado de ações, por exemplo.

Entretanto, também existem riscos, e o trader pode ter perdas proporcionais.

Por isso, é sempre essencial ter um rigoroso controle dessas operações por meio de uma estratégia de gestão de riscos.

 

Custo

Além da margem de garantia menor, outra vantagem dos minicontratos é que o custo de corretagem também é menor.

Isso possibilita ao trader operar com mais contratos, mais vezes ao longo do dia ou flexibilizar a sua estratégia sem comprometer demais o seu capital.

 

Liquidez

A liquidez é uma das principais preocupações de quem opera no day trade. Os lucros devem vir rápidos e com a maior garantia possível.

A liquidez dos minicontratos é um grande diferencial para o day trade. Isso porque, devido à grande quantidade de operações que ocorrem todos os dias, o trader tem mais dados para basear sua análise técnica.

Quanto maior a liquidez (maior volume de negociações), maior será o volume de dados disponíveis para a análise técnica.

Assim, o trader consegue ser mais preciso em suas decisões.

O IBOV, índice que reúne os ativos mais negociados na bolsa de valores, tem uma média de volume financeiro de R$ 15 bilhões por dia.

Já o dólar, tem volume financeiro acima dos R$ 70 bilhões por dia. Isso não apenas aumenta a quantidade de dados para a análise técnica, mas também torna a abertura e o encerramento de posições mais rápidas ao trader.

 

Volatilidade

Independente se a tendência é de alta ou de baixa, uma das vantagens dos minicontratos é a possibilidade de operar de forma especulativa.

Isso graças à sua volatilidade, fator que é bem menor em outros tipos de ativos.

Com a rapidez das operações de minicontratos, o trader consegue identificar e seguir as tendências do mercado com mais agilidade.

Essa volatilidade dos minicontratos favorece a possibilidade de especulação com a tendência dos preços, o que garante uma dinâmica mais ágil para o day trade.

Ou seja, se o dólar de repente começa a cair, o trader consegue agir para evitar perdas e obter ganhos de acordo com essa nova tendência.

 

Flexibilidade

Os minicontratos estão entre os ativos mais negociados em day trade atualmente.

Isso se deve à sua flexibilidade, pois eles são negociados com agilidade e as operações podem ser feitas de qualquer lugar.

Até mesmo por um smartphone já é possível operar os minicontratos.

Outro ponto importante é que você pode diversificar suas operações entre os minicontratos existentes, o que vai melhorar suas chances e manter a garantia do seu patrimônio.

Você não fica preso a nenhum ativo durante meses ou anos. Se não estiver gostando de operar com mini dólar, pode passar para o mini índice, e vice-versa.

Além disso, algumas corretoras oferecem ferramentas exclusivas que melhoram o desempenho do trader de acordo com sua estratégia.

Acima de tudo, como sempre falamos aqui, o conhecimento e a educação financeira são os fatores mais importantes para qualquer trader.

Conheça o treinamento Day Trade do Zero e comece a operar com solidez, segurança e estratégia.

Posts Relacionados