Blog da Online Traders

Quem decide o sobe e desce das Ações?

Inscreva-se em nossa Newsletter

Deixe seu email e tenha acesso antes aos nossos conteúdos.

Quem decide o sobe e desce das Ações?

Quem decide o sobe e desce das ações - mercado financeiro

Se você quer ser um investidor de sucesso, aprenda a acompanhar – e lucrar – com as oscilações do mercado financeiro.

Para muitas pessoas, a gangorra do mercado financeiro parece se mover sem sentido, como se o sobe e desce das ações fosse aleatório. A partir de hoje, você entenderá como funciona essa máquina por trás de suas engrenagens. Porém, saiba desde agora que conhecer esse funcionamento lhe permitirá tomar decisões melhores, mas não prever os próximos passos com exatidão.

 

Variação de preço das ações

O mercado é regido pela famosa lei de oferta e demanda. Ela está no nosso dia a dia impactando os preços dos produtos e serviços que consumimos. Você lembra, por exemplo, o que aconteceu com a greve geral dos caminhoneiros, em setembro de 2021? A incerteza pela falta de combustível fez muitas pessoas correrem aos postos para abastecer. Isso gerou uma demanda bem superior à oferta, subindo os preços nas bombas de combustíveis.

Em outras palavras, o número de pessoas querendo comprar gasolina era muito maior do que a disponibilidade de venda naquela ocasião. Com a força compradora em alta, o produto que é vendido torna-se mais valorizado.

Na Bolsa de Valores esse sobe e desce representa a ‘briga’ entre compradores e vendedores, influenciados por diversos fatores. Continue a leitura e entenda melhor!

 

Índice Bovespa

Antes de tudo, é importante saber que quando falamos que a Bolsa de Valores teve alta ou queda, estamos na verdade nos referindo ao seu principal índice, o Ibovespa (Índice Bovespa). Este é o indicador mais importante do mercado brasileiro de ações porque projeta, em um só número, o comportamento geral das principais ações negociadas.

Então, o Ibovespa é o indicador utilizado por grande parte dos investidores para saber o resultado médio do mercado de ações brasileiro.

 

Motivos da oscilação

Quando você compra uma ação, torna-se sócio de um pedaço daquela determinada empresa. O preço que você paga refere-se ao valor da empresa naquele momento, por quanto foi vendida ou comprada. E isso oscila, como já vimos, pela pressão compradora e vendedora.

 

Os motivos que levam aos movimentos de alta ou queda estão ligados principalmente:

  • Segmento de atuação da empresa.
  • Situação financeira e de gestão dela.
  • Questões da economia nacional.
  • Notícias internacionais que impactam o setor.

 

Perceba que o cenário político, econômico e situações específicas podem impactar o desempenho de uma ação.

 

Como avaliar o preço da ação

Para acompanhar esse vai-e-vem das ações na Bolsa de Valores, existem as análises fundamentalista e técnica. Elas buscam avaliar se uma empresa é realmente um bom investimento, contribuindo na tomada de decisão.

 

Análise fundamentalista

A base desta análise são os resultados e as perspectivas de crescimento da empresa. Também são avaliados os aspectos econômicos e políticos que possam influenciá-las. O objetivo do investidor é determinar se a empresa possui boas chances de rentabilidade no longo prazo, calculando também sua margem de risco.

Em nosso treinamento Diversificando Investimentos em Ações, ensinamos os 5 PASSOS PARA COMPRAR SUA AÇÃO DE SUCESSO. Clique aqui para saber mais!

 

Análise técnica

Esta é a principal análise usada pelos investidores com foco no curto e médio prazo, como nas operações de Day Trade ou Swing Trade. A estratégia é buscar o lucro especulando as oportunidades de compra ou venda das ações. Por isso, esta análise exige muito conhecimento gráfico e método assertivo com apoio de indicadores. Ficou interessado? Leia mais aqui.

 

Aproveite para diversificar as ações

Você já sabe os motivos que fazem uma ação subir ou cair. Viu que o preço de um ativo é volátil e que representa aquele momento da negociação. Afinal, ele está sempre sofrendo impactos internos da própria empresa ou externos do cenário político e econômico. Agora que você tem esse entendimento, é sempre importante contar com uma estratégia que proteja o seu patrimônio e diminua os riscos de operar no mercado de renda variável.

Por isso, ao montar sua carteira de sucesso, busque sempre diversificar as ações. Para conhecer a melhor estratégia de alocação de ativos, veja este link aqui.

Quer saber mais sobre o jeito certo de investir no Mercado de Ações? Fale com a gente.

Posts Relacionados