Blog da Online Traders

O que são múltiplos de mercado e qual sua importância nas ações?

Inscreva-se em nossa Newsletter

Deixe seu email e tenha acesso antes aos nossos conteúdos.

O que são múltiplos de mercado e qual sua importância nas ações?

Os múltiplos de mercado podem ajudar na análise de viabilidade para a negociação de ações.

 

Toda empresa possui um valor de mercado definido por um conjunto de inúmeros fatores.

Investidores que quiserem adquirir ações com mais segurança e plena compreensão do que estão fazendo, precisam de uma análise detalhada.

Os múltiplos de uma empresa, ou múltiplos de mercado, podem ajudar nessa análise.

No post de hoje, você vai:

  1. Entender o que são múltiplos de mercado
  2. Conhecer cada múltiplo
  3. Saber o que é mais importante na hora de lidar com estas informações

 

1 – O que são múltiplos de mercado ou múltiplos de uma empresa? 

Os múltiplos de mercado são indicadores que representam proporções.

Cada proporção (razão) pode ser comparada a uma referência, ou a outras empresas, para que se entenda se aquele múltiplo está alto ou baixo.

Então, podemos dizer que múltiplos são sempre usados em comparação com empresas semelhantes.

Dessa forma, pode-se ter uma ideia da posição de valor que uma ação tem em relação com a maioria.

Se o valor de uma ação estiver muito mais alta do que a maioria do mercado, ela pode cair em breve. O mesmo acontece para o sentido inverso.

 

2 – Quais são os múltiplos de mercado mais utilizados?

P/L – Preço / Lucro.

O múltiplo P/L mede a rentabilidade de uma ação. 

Ele é feito encontrando a razão entre o preço de uma ação e o lucro percebido por cada ação nos últimos 12 meses.

O mercado financeiro utiliza muito este múltiplo para prever o rendimento de ativos ao longo de determinado período.

Ele também indica se um ativo está supervalorizado ou subvalorizado.

Porém, entre outros fatores, isso também depende do comportamento do mercado e da performance da empresa.

 

EV/EBITDA – Valor da Empresa / EBITDA

EBITDA significa, em português, Lucro Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização.

Este múltiplo de mercado é mais completo, pois considera o valor da empresa com todas as suas dívidas.

Por vezes, pelo múltiplo P/L, uma empresa pode parecer mais barata que a outra, mas na verdade isso acontece porque ela tem mais dívidas.

O múltiplo EV/EBITDA é uma forma de analisar a equação incluindo as dívidas.

Assim, o investidor evita cair em uma armadilha e comprar ações de uma empresa endividada.

 

ROE – Retorno sobre Patrimônio Líquido.

O ROE é um múltiplo de mercado que revela qual o retorno financeiro que os sócios estão tendo em relação com o investimento que fizeram em uma empresa.

Este investimento pode ter sido com capital próprio, ou ainda com empréstimos realizados para manter a operação em andamento.

Instituições financeiras são muito avaliadas quanto ao ROE que proporcionam aos seus sócios.

De forma geral, um ROE acima da taxa Selic significa que a empresa está gerando valor e, consequentemente, favorecendo quem compra suas ações.

Pode ser um bom múltiplo a analisar para se ter uma ideia do que esperar em um futuro próximo.

 

P/VPA – Preço / Valor Patrimonial.

É o múltiplo de mercado que analisa o preço da ação em relação com o valor patrimonial de cada ação.

Em outras palavras, este indicador compara o valor das ações com o valor investido pelos sócios para construir a empresa.

Benjamin Graham, economista inglês considerado o precursor da estratégia Buy and Hold, utilizava muito o P/VPA.

Ele defendia a compra de uma cesta de ações negociadas por menos que 70% do patrimônio líquido.

Segundo ele, isso se devia ao fato de que, ao longo do tempo, essa relação tenderia a superar os 100% na maioria dos casos.

 

DY – Dividendo / Preço.

O múltiplo DY (Dividend Yield) calcula os dividendos recebidos em relação com o preço da ação.

Dividendos são as partes de lucro líquido que um sócio recebe de uma empresa após o pagamento de todas as despesas da mesma.

A relação é capaz de mostrar, de fato, quanto cada sócio está ganhando em comparação com quanto pagou pela ação.

A interpretação é muito simples, exatamente da forma que parece ser.

Quanto maior o resultado, mais lucros o acionista terá percebido ao longo dos últimos 12 meses.

 

Cuidados na utilização de múltiplos 

Primeiramente, é imprescindível saber que os múltiplos de mercado, por si só, não configuram uma análise.

Além disso, os valores devem ser padronizados e as comparações, feitas com empresas semelhantes, tanto quanto possível.

Também é necessário analisar se as métricas refletem o que se quer analisar, e se as amostras são suficientemente mensuráveis.

Ainda, múltiplos são calculados com base em informações contábeis, sujeitas a diferentes formas de contabilização, que podem exigir ajustes.

Fora isso, a educação financeira é sempre a primeira e mais importante lei.

Posts Relacionados