Blog da Online Traders

O que é flipagem e como funciona a negociação na bolsa?

Inscreva-se em nossa Newsletter

Deixe seu email e tenha acesso antes aos nossos conteúdos.

O que é flipagem e como funciona a negociação na bolsa?

Quer entender melhor o que é flipagem e como ela funciona? Descubra como se tornar um flipper de sucesso. 

 

A bolsa de valores é repleta de oportunidades para quem sabe procurar.

Todos os dias, novos ativos estão sendo negociados e o movimento do mercado muda, trazendo diretrizes mais vantajosas.

Uma dessas oportunidades diz respeito à estratégia chamada de flipagem.

Os flippers que conseguem acertar em suas previsões costumam ter altos lucros, se estiverem preparados para este tipo de operação.

Hoje, você vai entender melhor como funciona essa estratégia na B3.

 

O que é flipagem?

Flipagem é o ato de adquirir antecipadamente novos ativos por meio de subscrição ou IPO, e vendê-las nos primeiros momentos de negociação, quando são lançadas na B3.

O investidor compra os ativos em fase de “pré-venda”, antes de seu lançamento.

Com isso, ele espera lucrar vendendo os ativos nos primeiros momentos após o seu lançamento oficial na bolsa.

Normalmente, este é o período no qual os ativos estão mais valorizados.

Entretanto, a flipagem também é uma operação que envolve alto risco, já que é altamente especulativa.

Não é possível prever se o preço dos ativos vai, de fato, ser maior do que o preço de compra.

 

O que faz um flipper?

Basicamente, o flipper fica atento aos planos de abertura de capital das empresas e decide se vale a pena comprá-las na fase de reserva para vender mais caro no lançamento.

A IPO só terá alto potencial de lucratividade se houver expectativa de valorização no pregão de abertura.

Primeiro, é publicado um aviso ao mercado e o book de ofertas. Uma semana depois começa o período de reservas, que também dura uma semana.

Em seguida, são fixados os preços das ações e a empresa tem um prazo para ofertar mais ações que o previsto.

Somente após isso é que chega o dia do lançamento, quando as ações podem ser livremente negociadas na bolsa de valores.

Para fazer flipagem, basta que o investidor tenha conta aberta em uma corretora para receber as atualizações sobre novos IPOs.

Assim, ele poderá analisar se vale a pena ou não fazer a aquisição antecipada com o intuito de lucrar nos primeiros momentos após o lançamento oficial.

 

Quais são os riscos da flipagem?

Como dito anteriormente, a flipagem é uma operação altamente especulativa. Assim sendo, ela oferece altos riscos para quem não está atento ao mercado de forma mais ampla.

O principal risco é ver as previsões de valorização não se concretizarem.

Em outras palavras, o flipper faz a reserva das ações com expectativa de que elas sejam valorizadas, mas no dia de lançamento, os preços caem, gerando prejuízo para o investidor.

A única forma de se defender desta possibilidade é ficar atento às tendências do mercado de acordo com a empresa.

Alguns dados podem ser analisados antes de tomar sua decisão, para ajudar a ter mais confiança e aumentar as chances de sucesso.

Apesar dos riscos, existem grandes investidores que, por meio destes estudos, levantaram fortunas milionárias somente com flipagem.

 

Quais critérios analisar na flipagem?

  • Volume de oferta
  • Setor da empresa
  • Book de ofertas
  • Liquidação da ação

 

Vale a pena operar com flipagem?

Dissemos acima que grandes investidores já ficaram milionários somente operando com flipagem.

Pode-se dizer que, se o investidor souber o que está fazendo e respeitar os seus próprios limites, vale a pena sim operar com flipagem.

Existem investidores focados em flipagem, que procuram essas oportunidades e trabalham muito mais com elas do que com qualquer outro tipo de ativo.

Entretanto, é imprescindível fazer as análises e entender o momento do mercado de cada empresa que está fazendo IPO.

Se o investidor tiver dúvidas ou não compreender totalmente a negociação, recomenda-se apenas observar, para verificar se suas previsões estavam corretas ou não.

O aprendizado adquirido é o mesmo, e a vantagem é que, apesar de não ter lucrado, o investidor também não perde dinheiro.

Novas IPOs estão sempre surgindo, de forma que nunca é aconselhável investir na flipagem logo de primeira.

Antes disso, observe o movimento do mercado e o funcionamento da flipagem em tempo real.

Você entenderá se tem potencial de análise para operar com a flipagem após o lançamento das ações que tinha em vista.

Se suas análises derem errado, estude, compreenda melhor o mercado e, em outro momento, faça novamente.

A educação financeira e de mercado é a chave para o sucesso em qualquer tipo de operação na B3.

Posts Relacionados