Blog da Online Traders

A tão sonhada liberdade financeira

Inscreva-se em nossa Newsletter

Deixe seu email e tenha acesso antes aos nossos conteúdos.

A tão sonhada liberdade financeira

Liberdade financeira - Invista na Bolsa de Valores

Entenda o que é liberdade financeira e como alcançá-la mais rapidamente e com consistência.

Quem quer alcançar a liberdade financeira pode achar que a estrada é longa, tortuosa e cheia de armadilhas. Mas, contrariando essa lógica, você pode respirar aliviado porque a verdade é bem mais simples. Aliás, talvez você já até a tenha conquistado, só não sabe! O motivo é que liberdade financeira está relacionada com o seu ‘estado de espírito’.

Para entender melhor, não há uma resposta exata ou algum cálculo que determine quando alguém alcançou a liberdade financeira. Para descobrir você precisa acionar o seu autoconhecimento. Por exemplo, se você não precisa mais comparar preços ou ter que escolher qual será sua próxima viagem – a mais barata ou a dos sonhos –, você conquistou a tão almejada liberdade financeira!

Liberdade financeira está relacionada aos desejos de cada um. É você adquirir o que tem vontade, ter o estilo de vida que deseja.

 

Liberdade financeira em 5 passos

Você pode conquistar a liberdade financeira de forma mais rápida e consistente. Siga os cinco passos a seguir e esteja determinado com a sua mudança de vida.

 

1- FAÇA SEU ORÇAMENTO DOMÉSTICO

Para onde está indo o seu dinheiro? Tudo começa com o seu total conhecimento sobre suas receitas e gastos. Pode parecer fácil – e realmente é -, mas cerca de 46% dos brasileiros não controlam seu orçamento doméstico (veja pesquisa do SPC Brasil e CNDL).

Por isso, não confie apenas na sua cabeça: tenha um método para gerenciar suas entradas, saídas e investimentos. Comece agora e clique aqui para baixar a Planilha de Finanças – Online Traders.

 

2- LIVRE-SE DAS DÍVIDAS

Com o domínio da Planilha de Finanças – Online Traders, você consegue ver mais claramente o quanto de dinheiro entra, quais são as despesas e onde estão as dívidas. Foque nesta última parte e fique atento aos juros e taxas cobradas.

Se esforce para diminuir as despesas mais superficiais, como assinaturas de televisão ou gastos demasiados com lazer, e reserve este dinheiro para quitar suas dívidas. Dê preferência às contas com juros mais altos e procure negociar os valores.

Lembre-se que as dívidas são como âncoras que vão te puxar para baixo. Você precisa se livrar delas para avançar rumo à liberdade financeira.

 

3- COMECE A INVESTIR

Equilibrar as suas contas ainda não é o suficiente, mas você está quase lá! Ter liberdade financeira não é fechar no zero a zero: você precisa ter sua reserva de emergência e dinheiro para diversificar seus investimentos.

Imagine que surja algum grande imprevisto e você precise desembolsar uma quantia extra. O que aconteceria com seu orçamento doméstico?

     A- Teria que deixar de pagar alguma conta ou usar o limite do cartão de crédito.
     B- Conseguiria absorver o prejuízo, desde que não se repetisse nos meses seguintes.
     C- Estaria preparado e buscaria incrementar sua receita com alguma renda extra.

Este exemplo mostra a importância de poupar e investir, e não só em casos de emergência. Não adianta você conquistar a liberdade financeira em um mês e em outro já passar por apertos. Quem respondeu a letra C já tem atitude de investidor. Para quem está nas letras A e B é preciso rever suas finanças e prioridades.

Quer saber qual é o seu perfil de investidor? Clique aqui e conheça.

 

4- ATENTE-SE AO FUTURO

Agora que você já sabe como ter liberdade financeira, precisa garantir sua consistência. Fazer um planejamento considerando suas metas de curto, médio e longo prazo é um ótimo aliado, principalmente para ganhar mais fôlego nos seus investimentos.

Com inflação alta, salários defasados, juros de poupança baixíssimos e incertezas em relação à aposentadoria, os desafios são grandes e o quanto antes você começar melhor será seu resultado no futuro.

 

5- GARANTA SUA AUTONOMIA

Quando falamos em não depender de ajuda financeira, seja agora ou no futuro, o ponto principal é garantir a sua autonomia. E isso só acontece por meio do conhecimento – nada mais libertador, não é?

Culturalmente, o brasileiro tem dificuldades em gerenciar suas finanças e, quando consegue poupar, deixa o dinheiro ‘parado’. Tanto é verdade que menos de 3% investem na Bolsa de Valores – nos Estados Unidos esse índice chega a 55% da população (veja estudo da B3).

Ainda faltam conhecimento e segurança para o brasileiro tomar as suas próprias decisões. A boa notícia é que investir nessa estratégia pode trazer resultados imediatos e duradouros. Ter autonomia possibilita que você mesmo escolha as melhores modalidades de investimento e os riscos que esteja disposto a correr.

 

SEJA ACIMA DA MÉDIA

Não postergue a sua liberdade financeira. Este assunto é tão delicado que o próprio brasileiro se considera REPROVADO. De acordo com a pesquisa feita pelo SPC Brasil e CNDL, a nota para o nível de educação financeira é de apenas 6,3 pontos. Seja acima da média e invista em você!

Vamos adentrar neste mundo? Clique aqui e aprenda do zero a investir na Bolsa de Valores.

Posts Relacionados